AGÊNCIA PROIFES

XVIII Encontro Nacional começa nesta terça-feira em Natal

XVIII Encontro Nacional começa nesta terça-feira em Natal

 

A edição presencial é a primeira após dois anos e reúne representantes da educação brasileira de todos os cantos do país

Começou hoje o XVIII Encontro Nacional do PROIFES Federação em Natal, Rio Grande do Norte. A edição, que acontece em um cenário de retomada das atividades presenciais, após dois anos de pandemia, e em meio a ataques constantes ao ensino nacional brasileiro, ausência de reajuste salarial dos servidores e servidoras, investidas contra a democracia e precarização da educação pública brasileira reúne observadores, convidados, palestrantes e representantes da diretoria e delegações de todos os sindicatos federados ao PROIFES na capital potiguar.

Durante os dois dias de debates, assuntos relacionados às Instituições Federais de Ensino Superior entram em pauta com a intenção de contribuir para traçar diretrizes de atuação da Federação para o próximo período.

Conheça os eixos temáticos

O presidente da ADURN-Sindicato, Oswaldo Negrão, abriu o evento de forma virtual. Afastado após testar positivo para a Covid-19, o presidente exaltou a importância do evento e a alegria do retorno da edição presencial. “Em tempos de tantos desafios, o encontro presencial é sempre uma alegria, é uma possibilidade de troca, reencontro, acolhimento e na recomposição das nossas energias para que sejamos perseverantes nas nossas lutas, em defesa do estado democrático de direito e da nossa constituição”.

Encerrando a solenidade, Wellington Duarte, presidente interino do PROIFES-Federação, explicitou as lutas diárias que consomem o povo brasileiro, rememorando os mortos pela pandemia, o caso Genivaldo de Jesus, recentemente morto covardemente pela Polícia Federal em maio deste ano em Umbaúba, Sergipe “Ao reunir os professores do PROIFES para debater a nossa carreira acadêmica precisamos olhar para esse cenário sombrio para compreender o papel que temos. Não há mais espaço para abstenção” disse ao também condenar a intensa ameaça de extinção dos povos indígenas e o racionalismo fascista presente em todos o país e, em alguns casos, em nossas próprias famílias.

A mesa de abertura contou ainda com a presença de Edison Haubert, presidente do MOSAP, Heleno Araújo, Presidente da CNTE, Fábio Guedes, secretário executivo do ICTP.br, Eduardo Pereyra, secretário de relações internacionais da CTERA-CTA, Carlos de Feo, secretário geral da Conadu, Fátima Silva, vice-presidenta regional da IEAL/CNTE, Ariovaldo de Camargo, secretário de administração e finanças da CUT Nacional, José Arnóbio, Reitor da IFRNMiriam dos Santos, pró-reitora da Gestão de Pessoas da UFRN e Isaura Brandão, vice-presidenta da ADURN-Sindicato.

A solenidade contou com a presença ilustre da governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT/RN) e mensagem do presidente do PROIFES, Nilton Brandão, afastado da gestão por problemas pessoais.

O evento segue por mais dois dias de debates e atividades em prol da educação brasileira, para conferir a programação completa, clique aqui.

 

Tags: , ,

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu