AGÊNCIA PROIFES

Temer sanciona Orçamento de 2018 com veto para verba do Fundeb

Notícias PROIFES

Temer sanciona Orçamento de 2018 com veto para verba do Fundeb

Em mais um ataque contra a educação pública brasileira, o presidente Michel Temer sancionou nesta terça-feira, 2, a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018, tendo como única alteração, em relação ao texto aprovado pelo Congresso no mês passado, um veto reduzindo a verba aprovada para o Fundo de Manutenação da Educação Básica (Fundeb).

Em dezembro o Congresso aprovou um fundo extra de R$ 1,5 bilhão para o Fundeb, e esta verba foi vetada, segundo o Palácio, porque o Fundeb já havia sido contemplado com aumento de R$ 14 bilhões na comparação com o Orçamento para 2017. O valor aprovado pelo Congresso em dezembro para o Fundeb ficou em aproximadamente R$ 89 bilhões.

A LOA para 2018 soma R$ 3,5 trilhões, sendo que deste total, R$ 1,16 trilhão se destinam ao refinanciamento da dívida pública. Tirando os recursos para refinanciamento, sobram à União cerca de R$ 2,42 trilhões. Desses, apenas R$ 112,9 bilhões são destinados a investimentos públicos. Os gastos com Previdência Social somam R$ 585 bilhões e o pagamento de juros da dívida pública deverá custar R$ 316 bilhões. A proposta prevê crescimento de 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) para os próximos 12 meses.

“A Emenda Constitucional 95 vai cristalizar esta situação absurda e inaceitável, de termos cada vez menos dinheiro para saúde e educação, e proporcionalmente cada vez mais recursos para o pagamento da dívida. Esta é mais uma ação deste governo com o foco em precarizar a educação pública brasileira de maneira sistêmica, desde a educação básica até a penúria em que se encontram as Instituições Federais de Ensino Superior”, afirmou o presidente do PROIFES-Federação, Eduardo Rolim (ADUFRGS-Sindical) sobre a LOA 2018.

Foto: DCM/Reprodução

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu