Notícias PROIFES

Servidores do IFPR pela Democracia e contra o autoritarismo

As eleições do segundo turno são símbolo da forte polarização que se estabelece no Brasil. De um lado, uma proposta autoritária, de pouco ou nenhum respeito à diversidade, aliada a um processo de lesa pátria com franco desmonte do estado de direito e de bem-estar social que já se articula desde o impeachment da Presidenta Dilma. De outro, uma proposta de inclusão, investimentos e desenvolvimento do país que é, acima de tudo, democrática, permitindo e incentivando o convívio de ideias opostas.

O SINDIEDUTEC-Sindicato, portanto, convida toda sua base, Servidores e Servidoras, a optar pela proposta democrática. A chapa presidencial encabeçada por Fernando Haddad e Manuela D’Ávila prima pelo respeito ao processo democrático e às instituições de contrapeso político, como o Congresso e o STF. Mesmo em discordância com a forma como foi encaminhado, o maior líder político ligado ao Partido dos Trabalhadores, Luís Inácio Lula da Silva, não apenas segue preso, como se entregou voluntariamente, evidenciando o respeito ao sistema político.

Um eventual governo entre Haddad e D’Ávila é de suma importância para a consolidação da democracia brasileira, por permitir oposição, livre circulação de ideias e, principalmente, novas eleições em quatro anos. Acima disso, todavia, está a apresentação de uma proposta que aceite as diferenças, respeite as minorias e que interromperá o desmantelamento do estado nacional.

É urgente reverter a Emenda Constitucional 95, que congelou os investimentos do Governo por 20 anos. Reverter também a Contrarreforma Trabalhista, que praticamente dá plenos poderes aos patrões, transformando o mercado brasileiro em um grande sistema análogo à escravidão. E impedir as propostas de reforma da Previdência, que fará as camadas mais pobres trabalharem até o fim de suas vidas, e do Ensino, que criminaliza a livre circulação de pensamento na formação das novas gerações.

Eleger Fernando Haddad é, afinal, eleger o Ministro da Educação que capitaneou a ampliação do ensino no Brasil, com a expansão e interiorização das Universidades Federais e a criação dos IFs, referência em educação pública de qualidade no mundo. Eleger também o Prefeito que conseguiu equilibrar as contas da cidade de São Paulo sem que fosse necessário reduzir o investimento, tanto em infraestrutura quanto em projetos sócio educacionais. O ex-Prefeito que mesmo com o país em crise conseguiu aprovar um plano diretor que possibilitou o planejamento dos próximos 16 anos, desde o fim de seu mandato.

A chapa, inclusive, prima pela intelectualidade. Manuela D’Ávila é jornalista formada que logo cedo assumiu sua trajetória política, se tornando vereadora de Porto Alegre e logo depois Deputada Federal pelo Rio Grande do Sul. Fernando Haddad, além de Ministro e Prefeito, é advogado, mestre em economia, doutor em filosofia e professor da USP, carreira que os Servidores e Servidoras do IFPR conhecem bem.

Por isso, pela democracia, pelo projeto de governo e pelo futuro do Brasil, o SINDIEDUTEC-Sindicato convida sua base a votar em Fernando Haddad e Manuela D’Ávila, rejeitando o autoritarismo e a repressão.

Texto aprovado pelo Conselho Estadual do SINDIEDUTEC-Sindicato em 23 de Outubro de 2018.

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu