Notícias PROIFES

Seminário Internacional abre o 32º Congresso da CNTE

Representantes de mais de 20 países estão reunidos em Brasília para participar do Seminário Internacional realizado no primeiro dia do 32º Congresso da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que segue até o próximo domingo, 19 de janeiro. Um dos objetivos do Seminário é promover a integração de ações na luta pela educação de qualidade e a troca de experiências sobre desafios comuns.

As entidades convidadas apresentarão trabalhos relacionados aos desafios educacionais de seus países, aos movimentos sindicais, além de panorama geral do assunto na região. Ao Final, a CNTE fará publicação específica com os textos utilizados e produzidos durante o evento.

Com o tema Educação, Desenvolvimento e Inclusão Social, o Congresso debaterá oito questões centrais: conjunturas internacional e nacional; políticas sindical e educacional; balanço político, estatuto da CNTE, bem como políticas permanentes e plano de lutas.

Para o presidente do PROIFES-Federação, Eduardo Rolim de Oliveira, um Congresso da maior entidade sindical representativa da educação brasileira é muito importante para aprofundar os debates na temática. “A CNTE é uma grande parceira do PROIFES em assuntos de imensa relevância para o setor, como exemplo dos royalties do Petróleo, Plano Nacional da Educação e da Integração sindical na América Latina. Porém, o Congresso não interessa somente ao setor educacional, mas a todos que buscam uma educação de qualidade”, conclui Eduardo Rolim.

Serão cerca de 2500 pessoas de todos os estados brasileiros vão discutir e construir as diretrizes de ação para os próximos anos. “O Congresso é um espaço de articulação das políticas nacionais da CNTE.

Tenho certeza de que será muito dinâmico, no intuito de enfrentar os desafios que já se apresentam no início de 2014″, disse o presidente da CNTE, Roberto Leão.

O congresso vai aprovar ainda um extenso calendário de mobilizações para 2014 na busca pela valorização profissional e pela revisão do reajuste do piso divulgado este ano pelo MEC, de 8,32%. A primeira greve já tem data marcada: nos dias 17, 18 e 19 de março os trabalhadores em educação fazem paralisação nacional e manifestação em Brasília, em frente ao Congresso Nacional e ao Ministério da Educação.

Confira aqui a programação:

Mécia Menescal – Assessora de Comunicação
Proifes – Federação
(61) 9254-9269
@proifesfederal

Com informações da CNTE

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu