Notícias PROIFES

Que motivos temos para entrar em greve?

ADUFRGS se coloca a favor de parar no dia 18 de março

O momento é grave, exige enfrentamento e unidade em defesa da Democracia, da Educação e dos Serviços Públicos. Por isso, a Diretoria e o Conselho de Representantes da ADUFRGS-Sindical apoiam o indicativo de greve geral para o dia 18 de março.

Motivos para parar não nos faltam.

As universidade e institutos federais vêm sofrendo inúmeros ataques desde o início do governo Bolsonaro, que se intensificam a cada dia. Estão entre eles:

·         limites orçamentários determinados na Lei Orçamentária Anual para todas as instituições da base da ADUFRGS: UFRGS, UFCSPA, IFRS e IFSul, que prejudicam principalmente a Pesquisa e a Extensão;

·         a edição da Medida Provisória 914/2019, que afronta o artigo 207 da Constituição Federal ao alterar os procedimentos para a escolha dos dirigentes das universidades e institutos federais;

·         a criação do Future-se, que tramita no Congresso Nacional e fere a autonomia das universidades públicas submentendo-as aos interesses privados.

Da mesma forma, os servidores da educação também estão na mira dos ataques e já tiveram diversos de seus direitos retirados. Não bastasse a reforma da Previdência, que resultou na ampliação do tempo de contribuição e na redução do valor da aposentadoria para quase a totalidade dos professores, ainda fomos surpreendidos com o Projeto de Emenda Constitucional 186 que prevê a possibilidade de redução de 25% nos salários do funcionalismo público federal e o cancelamento das progressões e promoções na carreira por tempo indeterminado.

Além dos retrocessos na educação, o Brasil todo retrocede. A Amazônia nunca sofreu tantas queimadas, a cultura nacional nunca esteve tão desvalorizada e a liberdade de expressão há muito tempo já não era tão reprimida. Violência, intolerância com as minorias, desrespeito às leis trabalhistas e sucateamento dos serviços públicos são alguns dos reflexos da atual política.

A agressão mais recente à democracia foi a divulgação por parte do próprio presidente de um vídeo no qual é convocado um ato anti-Congresso, representando o descaso com a soberania popular, com o exercício da cidadania e com as instituições democráticas do País.

Por essas e outras inúmeras razões, convocamos a Assembleia da ADUFRGS para esta terça-feira, 3 de março, e nos colocamos a favor da greve geral do dia 18 de março em defesa da educação e do serviço público. Vamos às ruas, com a unidade de todas as categorias de trabalhadores e trabalhadoras do país, resistir aos ataques e demonstrar nossa inconformidade com o quadro atual.

Fonte: Portal Adverso

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu