Notícias PROIFES

Protestos das Instituições federais mostram união de docentes e técnicos no Paraná

Fonte: Sindiedutec

Passeata no centro de Curitiba reúne técnicos administrativos, docentes e estudantes do IFPR, UFPR e UTFPR.

Cerca de mil pessoas participaram de ato em defesa da educação federal no centro de Curitiba. Os trabalhadores e estudantes do IFPR, UFPR e UTFPR reivindicam principalmente valorização salarial, planejamento de carreira e novo cálculo sobre insalubridade e periculosidade. Mais de 70% dos campus do Instituto Federal do Paraná (IFPR) aderiram a greve, segundo o Sindiedutec. Na próxima terça-feira, o Governo Federal e o PROIFES-Federação têm nova mesa de negociação. As Federações aguardam que o ministro da educação Aloísio Mercadante apresente a proposta para docentes e técnicos.

O ato realizado em Curitiba nesta quinta-feira (14) visa mostrar que os trabalhadores da educação federal estão unidos em busca da valorização profissional. Eles criticam a demora do governo em apresentar sua proposta para docentes e técnicos. “O governo pediu que a greve fosse suspensa por 20 dias para apresentar seu projeto. O prof. Brandão, que está em Brasília e o Proifes recusaram imediatamente. Por isso, uma nova mesa está marcada para terça-feira.

Esperamos que o ministro respeite esses trabalhadores aqui e pare de postergar o processo”, observa Magnus Goulart, secretário de assuntos jurídicos do sindicato.

O estado de greve é nacional. No Paraná, atualmente 9 campus têm seus docentes paralisados e 11 com relação aos técnicos. Nesta quinta, os campus de Assis e Foz do Iguaçu fazem assembléia e podem aderir ao movimento grevista.

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu