Notícias PROIFES

PROIFES protesta contra retrocessos da educação em Ato em frente ao MEC

Esta quarta-feira (29) está sendo marcada por um grande Ato em frente ao Ministério da Educação (MEC) em defesa da Democracia, da Educação Pública e dos trabalhadores e trabalhadoras da Educação. O PROIFES-Federação está representado por dirigentes de diversas partes do Brasil.

A manifestação é promovida pelo Comitê Nacional em Defesa da Educação Pública, criado durante a II Plenária Nacional de Educação e composto por entidades, movimentos, fóruns, redes e comissões, incluindo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (CONTEE) e o PROIFES-Federação.

O PROIFES participa do ato, junto com as demais entidades, para lutar contra os retrocessos propostos pelo governo. “Como, por exemplo, a PEC 241, que durante 20 anos vai congelar os recursos para despesas do governo, fazendo com que seja impossível cumprir o Plano Nacional de Educação (PNE), a expansão das Universidades e dos Institutos Federais e, pior ainda, todas as políticas sociais, como a saúde, na medida em que essa PEC retira a vinculação das receitas da União para o setor. Além disso, o governo interino, ontem, cancelou a portaria de nomeação dos membros do conselho nacional de educação que iriam tomar posse este mês”, afirmou o presidente da Federação, professor Eduardo Rolim de Oliveira (ADUFRGS-Sindical).

No Ato, a entidade também defende a aprovação do PLC (Projeto de Lei da Câmara) 34, que concede os reajustes salariais e reestrutura às Carreiras de MS e EBTT. Na última terça-feira (28), os representantes do PROIFES estiveram no Senado solicitando agilidade no processo. “Enquanto a federação estava no Senado cobrando dos senadores a aprovação do nosso acordo, outras entidades estavam no MEC pedindo para que o PL não fosse aprovado com o apoio do governo interino”, afirmou o vice-presidente da entidade, Flávio Alves da Silva (Adufg Sindicato).

É importante lembrar que se o PLC 34 não for votado nestes próximos dias, antes do recesso do Senado, os professores não terão reajuste em agosto. E pior, se a proposta que entidades apresentaram ao governo interino, de não aprovação do PL, vingar tanto professores quanto técnicos de Universidades e Institutos Federais ficarão sem reajustes em 2016 e 2017, e sem as respectivas reestruturações de carreiras. Com a eventual aprovação da PEC 241, isso se tornaria ainda mais grave, pois a mesma prevê 20 anos sem aumento dos gastos.

A manifestação ainda é contra o fim dos repasses das receitas do petróleo para a educação e a saúde, a privatização da educação básica e superior; e o fim da aposentadoria especial do magistério do ensino básico.

“Por conta de todas essas ações, a entidade está firme na luta contra os retrocessos na área social, principalmente na educação, mas em todas elas também”, finalizou Eduardo Rolim, em seu discurso para os manifestantes.

Além do PROIFES, da CNTE e da Contee, apoiam a mobilização , a União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Campanha Nacional pelo Direito à Educação e o Movimento Interfóruns da Educação Infantil do Brasil (Mieib), entre muitas outras entidades que compõem o Comitê Nacional em Defesa da Educação Pública, entre outras entidades.

Veja mais fotos

 

Lista dos representantes do PROIFES:

ADUFRGS-Sindical

Eduardo Rolim – Presidente do PROIFES-Federação

Clúvio Buenno Soares Terceiro

Vanderlei Carraro

 

Adufg Sindicato

Flávio Alves da Silva – Vice-presidente e Diretor de Comunicação do PROIFES-Federação

 

APUB-Sindicato

Cláudia Miranda Souza – Presidente da APUB-Sindicato

Leopoldina Menezes

 

ADURN-Sindicato

Gilka Silva Pimentel – Diretora de Assuntos Educacionais do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do PROIFES-Federação

 

SINDIEDUTEC

Otávio Bezerra Sampaio

Paulo Cesar Medeiros

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu