Notícias PROIFES

PROIFES apresenta na Comissão de Educação e Cultura da Câmara pleitos da entidade e estado das negociações

Nesta manhã desta quarta-feira (13), atendendo convite da Comissão de Educação e Cultura (CEC) da Câmara dos Deputados, o presidente do PROIFES-Federação, Eduardo Rolim de Oliveira, fez uma exposição da atual conjuntura de mobilização dos Professores das Instituições Federais de Ensino Superior.

Em breve histórico, Eduardo Rolim informou sobre o desenvolvimento das negociações entre as entidades que representa os professores de IFES e o Governo. Em 2007 e 2008, o PROIFES   conseguiu fechar um acordo amplamente favorável para os docentes, mas desde então as negociações não tiveram avanços significativos e nem mesmo os  devidos reajustes salariais à categoria.

O professor lembrou aos deputados e demais presentes que a atual situação de impasse na negociação é fruto da quebra de acordo unilateralmente por parte do governo em interromper a efetiva continuidade do processo de reestruturação da carreira em construção. Afirmou também que a intenção apontada pelo Governo na última reunião de usar como referência remuneratória a Carreira dos pesquisadores da Ciência e Tecnologia será uma avanço, se ocorrer como propõe o PROIFES-Federação, de que a  equiparação seja para piso e teto.

Ao concluir sua intervenção o Presidente do PROIFES fez veemente apelo aos deputados para retirarem da Medida Provisória 568/2012 a Seção XXIV, que faz profundas modificações nos valores dos adicionais de Insalubridade e Periculosidade, inseridas pelo governo sem discussão alguma com a categoria, e que trás enormes prejuízos àqueles docentes que se dedicam às pesquisas no interior das mais diversas Instituições Federais de todo País.

O presidente da Comissão de Educação e Cultura, deputado Nilton Lima (PT-SP) relatou suas conversas, em nome da Comissão, com o Ministro Aluizio Mercadante e com o Secretário de Relações do Trabalho, Sergio Mendonça , onde demonstrou seu apoio a uma saída negociada para as reivindicações dos docentes. Nilton Lima disse ainda que os deputados prestarão muita atenção às questões dos adicionais de periculosidade e insalubridade durante a tramitação da MP 568. Ao final da seção, a Dep. Fátima Bezerra do PT-RN manifestou seu integral apoio a causa dos docentes e sua disposição para ajudar na mediação das negociações com o Governo.

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu