Notícias PROIFES

Professores debatem carreira na ADUFG

Fonte: Adufg

06 de julho de 2012

O debate sobre a carreira docente, organizado pelo Comando de Greve Local e realizado nesta sexta-feira (06), no Auditório da Faculdade de Educação da UFG, contou com cerca de 70 professores que prestigiaram a presença dos representantes do Proifes-Federação, Professor Nilton Brandão Filho e do Andes, Professor Luiz Schuh. Os trabalhos da mesa foram coordenados pela Professora Lucinéia Scremin que passou a palavra aos dois convidados para exposição de painéis sobre o histórico da negociação da carreira com o Governo Federal.

O professor Luiz Schuh, do Andes, abriu o debate apresentando um histórico sobre a carreira salarial dos docentes.  “Temos uma desestruturação da malha salarial dos últimos anos”, argumentou Schuh. Segundo avaliação do Andes, a proposta do Governo apresentada em 2010 possui graves impropriedades, desvalorizando a qualificação do professor.

O representante do PROIFES-Federação, Nilton Brandão Filho, apresentou o cenário da negociação salarial após 2006, enfocando os princípios da entidade durante todo o processo de negociação como a paridade entre ativos e aposentados, incorporação das gratificações e a revisão e a correção de injustiças nas progressões de classes. Para a estrutura da carreira, o PROIFES-Federação defende os pontos básicos: adequação das carreiras de MS e EBTT, reconhecimento das contribuições dos professores mais antigos, respeito às diversidades das IFES, convergência entre carreiras MS e EBTT, manutenção dos regimes de 20h, 40h e dedicação exclusiva e, principalmente, valorização da carreira com elevação do teto e piso salarial. Sobre o último ponto, o professor Brandão explicou que a equivalência com a carreira de Ciência e Tecnologia seria apenas remuneratória e não com outros aspectos da carreira dos pesquisadores de CT.

Após intenso debate, com a participação de vários professores da UFG, os debatedores responderam questões sobre aspectos da carreira, sobre a conjuntura da greve e posicionamentos sindicais de cada entidade representativa dos docentes.

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu