Notícias PROIFES

Presidente do Adufg defende retorno de aulas presenciais somente após vacina

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) não está controlada e não há protocolos de segurança 100% eficazes que garantam a segurança de professores, servidores e estudantes das universidades”, afirmou o presidente do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato), professor Flávio Alves da Silva, em entrevista à Rádio CBN. Nesta semana, o Ministério da Educação (MEC) divulgou uma portaria determinando o retorno das aulas presenciais em institutos federais de ensino superior. Em seguida, anunciou que a medida seria revogada.

Flávio defendeu que o retorno das aulas presenciais ocorra somente após a vacina contra a Covid-19. “As universidades sabem que ainda não é o momento do retorno presencial. A Universidade Federal de Goiás, por exemplo, conta com pesquisadores que podem assegurar que a pandemia não está controlada”, ressaltou.

O presidente do Adufg defendeu, ainda, a autonomia das universidades. “O governo não deve interferir nessa decisão. Não acredito na revogação da portaria e acho que vão editá-la, mas, de qualquer forma, nossa assessoria jurídica já está preparada para acionar o Supremo Tribunal Federal (STF)”, concluiu.

Clique aqui e ouça a íntegra da entrevista.

Fonte: Ascom ADUFG-Sindicato

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu