Notícias PROIFES

Pesquisa aponta atuação das Universidades Públicas durante Pandemia

Os professores Antonio Alves, Fábio Resende e Maria Arlete de Araújo, e o doutorando Marconi Neves, do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da UFRN, desenvolveram em conjunto a pesquisa Universidades Públicas Federais no Enfrentamento ao Coronavírus: mobilização e construção de capacidades e lições aprendidas. Os resultados foram publicados no final de setembro e podem ser acessados no Repositório Institucional UFRN.

A pesquisa censitária abrange 69 universidades públicas federais em todas as cinco regiões do país e tem como pano de fundo os impactos das políticas adotadas para as universidades públicas federais desde 2016 e da emergência da crise sanitária no início do ano de 2020.

Os dados revelam que, entre as ações mais expressivas em termos de volume para o conjunto das universidades públicas federais, 36,9% delas referem-se à capacidade de criar e disseminar informações e apoio à população sobre o vírus e seus impactos sociais; 27,6% referem-se à produção de insumos para combate e monitoramento do Coronavírus; 16,9%, à proposição de soluções de gestão e políticas públicas; e 10,6%, à Pesquisa.

Segundo os autores, “a premissa que orienta a pesquisa é de que as universidades públicas federais, sendo espaços de produção e socialização do conhecimento, constituem arenas de fundamental importância para a formulação, implementação, acompanhamento e avaliação de políticas públicas de combate ao Coronavírus”. Para eles, é importante revelar à sociedade a missão social das instituições e a sua capacidade de fazer mais em condições ideais de seu funcionamento.

O trabalho colaborou para entender como as universidades públicas federais, como as instituições de ensino, pesquisa e extensão, diante dos cortes sucessivos de orçamento e de sobressaltos no seu cotidiano, estão contribuindo para o enfrentamento da crise sanitária em curso, além das ações que estão sendo implementadas e as capacidades institucionais que estão sendo mobilizadas.

Fonte: UFRN

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu