AGÊNCIA PROIFES

Parlamentares do Ceará demonstram apoio ao movimento grevista dos professores das universidades federais

Notícias PROIFES

Parlamentares do Ceará demonstram apoio ao movimento grevista dos professores das universidades federais

Fonte: ADUFC

Foi realizada na sexta-feira, na Assembleia Legislativa do Ceará, audiência pública sobre a greve dos professores nas universidades federais cearenses. Os docentes vestiram a camisa da greve e compareceram em massa à audiência, que contou com a presença do Senador Inácio Arruda (PCdoB), dos Deputados Federais Artur Bruno (PT) e Chico Lopes (PC do B), dos Deputados Estaduais Lula Morais(PCdoB), Eliane Novaes (PSB) e Professor Teodoro (PSD), além do professor Ciro Nogueira Filho, que representou o Reitor da UFC, Jesualdo Farias, e do presidente da ADUFC-Sindicato, Marcelino Pequeno.

O senador Inácio Arruda destacou a recente aprovação do Plano Nacional de Educação, com destinação de 10% do PIB para a área nos próximos dez anos. Segundo ele, o movimento grevista dos professores das universidades federais tem o apoio do Senado e da Câmara.

O deputado Artur Bruno afirmou que a pressão dos movimentos sociais ligados à educação deve continuar e disse que é fundamental o diálogo permanente  com o Governo Federal. Ele se mostrou disposto a apoiar o movimento dos grevistas das universidades federais cearenses e lembrou que na próxima terça-feira haverá reunião com o ministro Aloizio Mercadante. Artur Bruno também convidou o presidente da ADUFC-Sindicato, Marcelino Pequeno, a participar desse encontro.

O professor Marcelino Pequeno apresentou a pauta de reivindicações dos docentes da UFC e da Unilab e a proposta de reestruturação da carreira docente elaborada pelo PROIFES-Federação. O principal ponto de reivindicação é a equiparação da carreira docente com os técnicos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

O professor Ciro Nogueira encerrou as falas da mesa ressaltando que não há como atrair os jovens para a carreira docente com salários tão baixos. Ele afirmou, ainda, que a administração superior da UFC reconhece e acha justas as reivindicações dos professores. “Nós contamos com apoio dos sindicatos, da ANDIFES e dos parlamentares federais para pressionar o governo a apresentar uma proposta o mais breve possível”, finalizou.

A diretoria da ADUFC-Sindicato apresentou moção de apoio ao movimento grevista dos professores das universidades federais do Ceará. O texto será levado para aprovação dos parlamentares pelo deputado Lula Morais.

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu