Notícias PROIFES

Paralisações em todo o Paraná marcam a luta pelas 30h no IFPR

Fonte: Sindiedutec 

Durante o dia 29 de fevereiro, os campi Umuarama, Londrina, Foz do Iguaçu, Cascavel, Paranavaí, Goioerê, Irati e setores do campus Curitiba realizaram atos e reuniões com o objetivo de fortalecer a luta pela flexibilização da jornada. A atividade levou a pauta a todo o interior e mostrou que as 30h não serão esquecidas pelo Sindicato nem pelos servidores, até que esse direito seja reconquistado pelos técnicos. Em alguns dos campi, muitos setores paralisaram suas atividades.

Em Londrina, 15 TAEs do campus aderiram à paralisação. Vestidos de preto, realizaram atividades na Unidade Dom Bosco e na Alagoas. “Passamos em comitiva pelos setores, explicando os motivos da mobilização e convidando os colegas para aderirem. Também conversamos com os docentes sobre esse direito dos técnicos”, explica Juliane Casagrande, TAE lotada em Londrina.

Apesar da tentativa de ação unificada, houve locais em que servidores foram pressionados pelos diretores e pela gestão para conter a iniciativa. Em Umuarama, porém, os TAEs se reuniram com a Direção Local e debateram a demanda coletivamente. “Consideramos a conversa muito importante para garantir adesão da gestão à causa”, explicou a servidora Terezinha Abrantes.

Cascavel pôde reunir todos os técnicos para discutir o assunto, cumprindo horários no campus, mas sem executar as funções do expediente de trabalho. No campus Curitiba, as atividades da biblioteca paralisaram.

 

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu