PROIFES | Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Comunicação

Notícias Proifes

No Ciclo de Debates Adufg, Sandramara Matias e Jesiel Carvalho falam sobre perspectivas para Reitoria e Vice-Reitoria da UFG

Publicado em : 11/06/2021

“Vamos continuar a luta pela recomposição e ampliação do orçamento da Universidade Federal de Goiás. É algo fundamental para que possamos garantir nossas necessidades básicas”. A afirmação é da professora Sandramara Matias Chaves, que venceu a consulta à comunidade acadêmica para o cargo de reitora da UFG, durante o Ciclo de Debates da última quinta-feira (10/6).

Em conversa com o presidente do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato), professor Flávio Alves da Silva, ela e o professor Jesiel Carvalho, que venceu como vice-reitor, falaram sobre os desafios e as perspectivas para a assumir os cargos no próximo ano.

Sandramara fez um balanço da campanha, que foi realizada de forma virtual em razão da pandemia. “Foi um grande aprendizado. Uma campanha tem como característica o contato com pessoas e a troca de ideias. Não conseguimos fazer isso de forma física, mas realizamos cerca de 200 reuniões remotas. Mesmo assim, foi um trabalho bastante produtivo e conseguimos dialogar com muitas pessoas”, disse.

Prioridades

Em relação às propostas para a melhoria da UFG, Jesiel ressaltou que, nos próximos seis meses, eles farão uma interação com a comunidade acadêmica de todas as unidades para a definição de prioridades. “Certamente, os campus de Aparecida e da Cidade de Goiás possuem necessidades emergenciais. Por isso, precisamos dar respostas rápidas. Além disso, teremos visitas periódicas a todas as unidades como rotina da nossa gestão. Vamos visitá-las para resolvermos os problemas”, afirmou.

Retorno às aulas


A volta às aulas também esteve em pauta no Ciclo de Debates e, de acordo com Sandramara, foi constituída uma comissão para planejar um protocolo de retorno quando possível. O objetivo, acrescentou ela, é priorizar a saúde e segurança de toda comunidade acadêmica.

“A comissão vai discutir o atual contexto e apresentar alternativas para um retorno seguro. Sabemos que as aulas presenciais serão um desafio, mas vamos procurar fazer isso de forma prudente, preservando a saúde física e mental de todos”, concluiu a professora.

Fonte: Ascom ADUFG-Sindicato

















GO!Sites