AGÊNCIA PROIFES

Manifesto do PROIFES-Federação sobre as eleições presidenciais

O PROIFES-Federação, Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e do Ensino Básico Técnico e Tecnológico, desde sua fundação tem lutado por uma educação pública, gratuita, de qualidade, inclusiva e socialmente referenciada. E isso baliza todas nossas ações e posicionamentos em prol da categoria que representamos, em especial em momentos tão delicados e decisivos como o de agora, que envolve o segundo turno das eleições presidenciais.

Nosso principal ponto de referência é a situação da educação pública brasileira, que ao longo dos últimos quatro anos tem sido fortemente penalizada pela crescente falta de investimentos, acentuando ainda mais os déficits educacionais de crianças e jovens. De modo semelhante, devemos identificar os responsáveis pelos seguidos cortes no orçamento das universidades e Institutos Federais (IFs) que afetam a oferta e a qualidade do ensino e da pesquisa.

O PROIFES-Federação tem atuado firmemente contra esses cortes e defendido os/as docentes, exigindo melhores condições de trabalho, recomposição das perdas salariais, o financiamento da pesquisa científica, o respeito à autonomia das universidades e dos Institutos Federais. Temos atuado incansavelmente na defesa da democracia, da justiça social e do meio ambiente. Tudo isso agindo sempre com autonomia diante do Estado, respeitando a pluralidade de ideias e buscando representar os anseios de nossa base sindical. Mas, o desmonte dos serviços públicos, das universidades, Institutos Federais e da ciência brasileira não cessam, tendo sido intensificado pelo atual governo.
Agora, temos a possibilidade de reverter este quadro, pois estamos diante do processo eleitoral para escolha do futuro presidente da República. Neste segundo turno, é possível comparar cada candidatura em disputa, o que fizeram pela educação e o que apresentam como plano de governo. Podemos e devemos ainda comparar, entre outros, o que fizeram e o que propõem de políticas sociais para a população mais pobre, que sofre com a fome, a miséria e o desemprego. Diante disso, podemos avaliar qual das duas candidaturas melhor responde ao que necessitamos.

O PROIFES-Federação nasceu como uma organização disposta a ampliar e modernizar as relações democráticas dentro do Movimento Sindical Docente. Portanto, defendemos a democracia como valor universal, que tem sido a base da construção da sociedade brasileira. Defendemos o Estado Democrático de Direito, por entendermos a necessidade de assegurar os direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida com a solução pacífica das controvérsias. Nos posicionamos ao lado do Estado de bem-estar social, caminho para a superação da miséria, das desigualdades sociais e do crescimento econômico. E, finalmente, defendemos de maneira intransigente a educação pública, a ciência e a tecnologia, que são produzidas majoritariamente nas Universidades e Institutos Federais, sendo as únicas ferramentas capazes de promover o desenvolvimento econômico e a superação das múltiplas crises que temos atravessado nos últimos anos.

Com o estrangulamento orçamentário das Instituições Federais de Ensino Superior, com a desvalorização da carreira docente e o definhamento das IFES, é nítida e inequívoca a diferença política e programática entre as duas candidaturas em disputa. Por isso, tomando como base as demandas da maioria da população, em particular as demandas da categoria que representamos, é dever apontar publicamente nosso apoio à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. Suas propostas concretas são as que apontam mais diretamente para a resolução dos problemas históricos da educação, da ciência e tecnologia, da saúde, para a valorização do serviço e do servidor público, para a diminuição das desigualdades, para a defesa da Constituição Cidadã e do Estado Democrático de Direito, e ainda para a garantia do Estado do Bem-estar social.
O posicionamento do PROIFES-Federação, respeitando o direito à livre escolha dos/das filiados/as dos sindicatos associados, leva em conta ainda as demandas apresentadas em nossa Carta aos Presidenciáveis, cobrando de cada um compromisso com as soluções para todas as nossas demandas.

Portanto, nesse segundo turno das eleições presidenciais, o PROIFES-Federação indica o voto na chapa Lula-Alckmin.

Diretoria
PROIFES-Federação

 

Baixe aqui a nota em PDF.

Documento disponível para download https://www.proifes.org.br/wp-content/uploads/2022/10/Manifesto-do-PROIFES-Federacao-sobre-as-eleicoes-presidenciais.pdf
Tags: ,

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu