Governo Bolsonaro segue cortando recursos da educação

Mais uma vez o governo Bolsonaro revela seu mais absoluto desprezo pela educação brasileira. Após sucessivas reduções no orçamento do Ministério da Educação, nesta sexta-feira, 24, o governo voltou a fazer com a educação o que já se tornou a marca da sua gestão, cortou recursos da área.

De acordo com informações da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), as instituições federais de ensino perderam, juntas, mais de R$ 600 milhões do orçamento discricionário em junho.

As universidades federais tiveram um corte de R$ 217 milhões nesta sexta-feira, 24, e R$ 220 milhões no começo do mês. Ainda segundo a Andifes, metade desse dinheiro, foi remanejada para o Programa de Garantia de Atividade Agropecuária. Os colégios da rede federal perderam R$ 92 milhões agora e outros R$ 92 milhões no começo do mês. Juntos, os cortes somam R$ 619 milhões.

O PROIFES-Federação entende que os ataques do governo Bolsonaro ao orçamento da educação são parte do seu plano de precarização na prestação de um serviço que é direito essencial do povo Brasileiro e por isso segue repudiando e denunciando esse crime contra o presente e o futuro do país.

Nilton Brandão
Presidente do PROIFES-Federação

Menu