AGÊNCIA PROIFES

“Esperança como verbo”: Rita Von Hunty encerra Encontro Nacional de Direitos Humanos exaltando o movimento sindical

Quando foi a última vez que você recebeu uma boa notícia?” perguntou Rita Von Hunty a plateia presente no auditório Antônio Carlos Kraide ao começar sua palestra.

Para fechar o IV Encontro Nacional de Direitos Humanos com chave de ouro, o PROIFES convidou a professora drag queen, Rita Von Hunty, para palestrar com todos e todas as presentes no Portão Cultural, em Curitiba. Com os convites esgotados, o talento incomum e o repertório amplíssimo de Rita – que fez críticas culturais, falou de literatura, política e deu destaque ao feminismo e a eleições deste ano – foram percebidos nos primeiros minutos após a sua introdução, feita pela diretora de Direitos Humanos do PROIFES e presidenta do SINDIEDUTEC, Rosângela Gonçalves.

Em pouco mais de duas horas de fala, Rita transcorreu pelos crimes contra culturas populares, correlacionando o desmantelo e destrato ao conhecimento dos povos originários, desde a invasão europeia nas Américas até os dias atuais e colocando na mesma lata de lixo aqueles que sempre praticaram crimes de leso a humanidade ou que impediram a sociedade de organizarem os saberes e a forma de transmiti-los, inviabilizando a pesquisa, sucateando as universidades e o ensino básico.

Contudo, questionou, também, o bicentenário da independência brasileira, denominando a data de “Bicentenário de uma farsa”. Ao colocar em cheque todos esses episódios, a drag queen introduziu o tema de sua conversa, “Esperança como um verbo”, deixando claro que a palavra seria tratada como tal e não como substantivo, pois, segundo ela “A sintaxe e a semântica das palavras, também está em disputa hoje em dia”.

Em sua linha de raciocínio sobre os conceitos de “Esperançar”, Rita mencionou Brizola, lamentando a falta da possibilidade de discutir a ofensiva ao invés da defensiva e questionou: “que horas vamos voltar a atacar?”. Após, ainda comentou sobre o teto de gastos e como o país é tratado como uma empresa desde a ditadura.

Ao fim do seu discurso indigesto sobre os males que acometem o Brasil desde sua “descoberta” e “independência”, encorajou a plateia ao mostrar a definição de Esperança por Paulo Freire: “Esperançar é ir atrás, é não desistir”. Proferiu, ainda, que não há mal que dure para sempre, acalentando o público ao afirmar que a história sempre achou uma forma de colocar na sua lata de lixo ditadores e usurpadores de Direitos Humanos. Com isso, motivou todos ao deixar explícito que agora, mais do que nunca, é a hora de trabalhar para construir uma alternativa de reconstruir outro país, pois a esperança é o projeto político de uma vida!

Sobre Rita Von Hunty

Guilherme Terreri Lima Pereira, mais conhecido pelo nome artístico Rita von Hunty, é um professor, ator, YouTuber, comediante, palestrante e drag queen brasileiro. Em dezembro de 2021, somando todas as suas redes, Rita chega a quase 2 milhões de seguidores.

Tags: , , ,

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu