Notícias PROIFES

Entidades discutem em debate a autonomia da universidade

Fonte: Adufg Sindicato

imagem atualAs entidades que representam professores, técnicos-administrativos e alunos da UFG realizaram nesta terça-feira, 23/02, no Salão Nobre da Faculdade de Direito, a abertura do Ciclo de Debates 2016 com temas de interesse à comunidade universitária. Adufg Sindicato, SINT-IFESgo e Associação dos Pós-graduandos (APG)  promoveram a primeira discussão sobre o tema “Autonomia e Democratização Universitária nas IFEs” com a palestra do professor de Direito, ex-reitor da UnB, José Geraldo de Souza Júnior, especialista no contexto histórico da autonomia da universidade brasileira.

Participaram da abertura, o presidente da Adufg Sindicato, Flávio Alves da Silva, a coordenadora geral do SINT-IFESgo, Fátima dos Reis, a presidente da APG, Raísa Lima, Rafael Pereira, da FASUBRA, e representando a reitoria da UFG, o Pró-Reitor de Graduação, Luiz Mello. Em todas as falas, os representantes reforçaram a importância da discussão das políticas que mantém a universidade brasileira.

Para o palestrante convidado, “as universidades não precisam de um ministério que as supervisionem”, afirmou José Geraldo ao criticar as amarrações burocráticas e políticas da universidade em suas relações com o Estado. Durante a palestra, ele relatou ao público presente perspectivas de um modelo ideal de universidade. A autonomia das universidades é uma memória de sua origem institucional histórica, anterior à formação do Estado. Assim, as universidades que surgiram com capacidade de auto-governo e auto-normatização surgiram propriamente autônomas (etimologicamente, auto – a si próprias; aptas a se outorgarem o nomos – o direito).

Na prática política, esses valores acabam se confrontando com a disposição de poder que se nucleou no Estado e acabam definhando. “O caminho para a construção da autonomia é longo e tortuoso porque a emancipação não é um dom, é uma tarefa. Não obedece a voluntarismos carismático-autoritários e só faz sentido se pautar-se em plataformas coletivas correspondentes a projetos de sociedade”, concluiu o professor José Geraldo.

À tarde, as entidades representativas apresentaram suas propostas de autonomia universitária no que se refere às questões administrativas, acadêmicas e de recursos: pela Associação de Dirigentes das IFEs (ANDIFES), o Pró-reitor de Desenvolvimento Institucional e Recursos Humanos da UFG, Geci José Pereira da Silva, pelo PROIFES-Federação, o presidente Eduardo Rolim, pela FASUBRA, Rafael dos Santos Pereira, pelo CONIF, o reitor do IFSP, Eduardo Antonio Modena e pela UNE, Déborah Evellyn. Após ampla discussão, os representantes concluíram a primeira etapa do Ciclo de Debates que continuará no mês de março com o tema Carreira dos TAES e Saúde do Trabalhador.

O conteúdo das propostas de cada entidade será publicado na próxima edição do Jornal do Professor, acompanhem!

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu