Notícias PROIFES

Em ofício a ministros, PROIFES-Federação exige a posse imediata dos dirigentes eleitos da Funpresp

Na última sexta-feira (13), o PROIFES-Federação encaminhou ofícios aos ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Nelson Barbosa (do Planejamento, Orçamento e Gestão) em que exige a posse imediata dos dirigentes eleitos para o Conselho Deliberativo (CD) e Comitê de Assessoramento (CA) da Funpresp, a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo.

A eleição para o CD e CA da Fundação aconteceu nos dias 29, 30 e 31 de outubro de 2014 e contou com a participação de 915 eleitores, de um universo de 4.762 participantes aptos, mas até agora o Governo não deu posse aos dirigentes eleitos.

Em contato com a Funpresp, o presidente da entidade, prof. Eduardo Rolim, foi informado de que o termo de posse dos novos dirigentes teria sido encaminhado para a Casa Civil, trâmite considerado normal. Mas, passados mais de cem dias da eleição, a posse ainda não foi efetivada.

Por ter sido uma das entidades, a única representante de professores de instituições federais de ensino, a colaborar na construção da chapa que saiu vitoriosa para a direção da Funpresp, o PROIFES-Federação envidará todos os esforços para que os dirigentes eleitos assumam suas funções e cumpram a tarefa de bem administrar o patrimônio que a Fundação representa.

As mais de quatro mil adesões de novos servidores à Funpresp, dentre esses aproximadamente 1200 professores, atestam a importância da boa governança do fundo para o futuro dos servidores públicos que nele investem.

Leia aqui o documento

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu