O terceiro e último dia de atividades do XVIII Encontro Nacional do PROIFES-Federação, que está acontecendo presencialmente na capital potiguar, foi aberto com as discussões do Eixo IV sobre “Valorização dos/as profissionais da educação: formação, carreira, remuneração e condições de trabalho e saúde. O papel da Federação nessa luta”. A mesa foi coordenada pelos professores Flávia Vale (ADUFSCar-Sindicato) e Flávio Alves (ADUFG-Sindicato).

Ao todo, foram seis textos expostos por representantes do ADUFSCar-Sindicato, do APUB-Sindicato, do Sindiedutec-Sindicato e do GT Carreira, compondo o maior eixo de discussões do evento. De autoria de Lucian Boose Pinheiro do ADUFRGS-Sindical, o texto norteador do Eixo IV destacou o papel do PROIFES-Federação, suas lutas e conquistas “derivadas de um esforço coletivo de defesa da educação pública” que apontam, ainda, para uma “posição de respeito, cuidado e reconhecimento dos trabalhadores e trabalhadoras da educação no Brasil”.

Durante toda a manhã, professores e professoras tiveram um debate acalorado ao tratar de questões relacionadas à carreira docente de uma forma ampla, enfatizando ainda a relação dos sindicatos e da Federação com os profissionais já aposentados. Para os presentes, as entidades devem se configurar em espaços de acolhimento, apoio e proteção a esses professores.

Ao falar sobre questões previdenciárias que preocupam atualmente a categoria, Eduardo Rolim, diretor do PROIFES-Federação, ressaltou que “a discussão a respeito da possibilidade da privatização previdenciária – retirada da natureza pública da Funpresp – é um tema que merece muita atenção e que deve ser debatido por todos nós”.

Quanto à agenda dos aposentados, que atravessou intensamente as discussões do Eixo IV, Wellington Duarte, presidente interino do PROIFES-Federação e diretor do ADURN-Sindicato, afirmou ser “essencial que os sindicatos e a Federação possam focar em assuntos não apenas de aposentadoria, mas olhar com atenção e cuidado para os professores já aposentados”.

Alinhado a esse pensamento, Patrykson Santos, do SINDUFMA, agradeceu publicamente a todos os aposentados presentes pelo trabalho que têm feito e ressaltou a importância de se pensar atividades organizadas pelos próprios aposentados, e não somente para os aposentados, ocasião em que o auditório aplaudiu de pé. Patrykson destacou também que o esforço desse grupo afetará, positivamente, aqueles professores e professoras que ainda estão na ativa quando do momento de suas aposentadorias.

Ao fim da apresentação dos textos, todas as propostas foram votadas pelos delegados presentes e serão avaliadas, posteriormente, pelo Conselho Deliberativo do PROIFES-Federação para então compor a agenda de lutas da entidade.

O encontro se estende durante a tarde de hoje com mais dois eixos temáticos (V e VI). O primeiro deles, agendado para as 14h, tratará da “A defesa da autonomia e gestão democrática nas IFES: a necessidade de aprofundar a democracia nesse espaço”; o segundo, encerrando as atividades do XVIII Encontro Nacional do PROIFES-Federação, discutirá “Os desafios da construção de uma Nação Soberana e a atuação da Federação nesse processo”.

Menu