Notícias PROIFES

Docentes e técnicos do IFPR entram em greve

Os docentes e técnicos administrativos do Instituto Federal do Paraná (IFPR), campus Curitiba, decidiram entrar em greve a partir do dia 11 de junho.  A paralisação ocorre devido à demora do governo federal em negociar reajuste salarial, progressão na carreira e gratificação por insalubridade e periculosidade. A greve acompanha os indicativos nacionais da Fasubra (11 de junho) e do Proifes-Federação (15 de junho).

Em assembleia, os docentes e técnicos decidiram pela paralisação de forma conjunta.  Eles se unem a paralisação já ocorrida pelas universidades federais e pelas universidades técnicas federais.  Com a greve, na base do IFPR pelo menos 6 mil alunos ficam sem aula a partir desta segunda-feira. Em Curitiba, serão cerca de 2 mil estudantes sem aula em 27 cursos. O ensino a distância também será parado, impactando em cerca de 30 mil alunos.

Os docentes e técnicos decidiram pela greve depois que o ministro da educação Aloísio Mercante adiou mesa de negociação do último dia 28. Ontem (05), o ministro se reuniu as pressas com representantes da mesa de negociação do Proifes. Ele prometeu retomar o diálogo e atender as demandas dos servidores federais. “Por último, concordo com a revisão da forma de cálculo da insalubridade e periculosidade, mas essa é uma posição que ainda depende de debate interno no governo e no Congresso Nacional”, finalizou Mercadante. No entanto, os trabalhadores devem seguir mobilizados até que a promessa vire ação.

Ato Público:

Os servidores federais do IFPR vão participar da caminhada no próximo dia 14. Eles se somam aos protestos grevistas dos servidores da UTFPR e da UFPR. A caminhada tem concentração a partir das 10 horas, Na Praça Santos Andrade, em Curitiba. Outras ações em Curitiba e nos demais campus estão sendo decididas pelo comando de greve.

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu