Notícias PROIFES

Disposto a dialogar, SINDIEDUTEC se reúne com PROGEPE e servidores na última quinta

Na manhã desta quinta (19), o SINDIEDUTEC demonstrou mais uma vez a disposição ao diálogo ao participar de uma renião com membros da reitoria e servidores docentes. O intuito do encontro foi repassar informações atualizadas sobre o banco de equivalência. De acordo com a reitoria, houve mudanças propostas pelo MEC a respeito do preenchimento de vagas ociosas, além da já antiga reivindicação de alguns para mudança de regime de trabalho de 20 horas para dedicação exclusiva.

Segundo Karina Bonilaure, pró reitora de gestão de pessoas, a prioridade do Ministério atualmente é ocupar os cargos vagos com novos concursos de 20 horas, e não mudar os atuais professores de um regime para o outro. Segundo o reitor, Odacir Zanatta, que participou apenas do início da reunião, há recursos para novos concursos e não para resolver a situação dos que reivindicam dedicação exclusiva.
Camila Macanhan, servidora de Palmas, declarou achar incoerente que se abram novas vagas de concursos quando se pode suprir parte dessa carência com servidores que já atuam nos IFs. De acordo com Rudy Nick, servidor de Foz do Iguaçu, a PROGEPE muitas vezes falha em repassar as informações. “Quando entramos em contato com a PROGEPE a gente espera a informação correta. De repente há novas orientações que nos pegam de surpresa. Isso já está há muito tempo nos desgastando”, declarou. Segundo Nilton Brandão, diretor financeiro do sindicato, justamente por se tratar de um tema que se arrasta há anos, não há mais como esperar que o assunto se resolva.
Por isso foi proposto que se organize a construção coletiva de um documento a ser encaminhado pelo IFPR ao MEC que relate a situação dos docentes que pleiteiam a mudança no regime de trabalho de 20 horas para dedicação exclusiva. A organização da iniciativa ficou sob responsabilidade da PROGEPE. Também estiveram presentes a presidenta do sindicato, Rosangela Oliveira; a diretora de assuntos da carreira docente, Adnilra Sandeski; a diretora de aposentadoria e previdência, Ana Maria Trindade e a diretora de formação política, Letícia Sá.
Fonte: SINDIEDUTEC-Sindicato
Tags:

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu