Notícias PROIFES

Ato conjunto na UFBA denuncia cortes de verbas e ataques às Universidades públicas

Na manhã de ontem (07), a APUB realizou, juntamente com o DCE/UFBA e ASSUFBA, uma plenária e ato na Faculdade de Educação da UFBA para denunciar o bloqueio de 14,5% das verbas das Instituições Federais de Ensino Superior pelo governo federal, e cobrar mais investimento na Educação pública e na Ciência e Tecnologia.

Além de docentes, estudantes e técnicos-administrativos da comunidade UFBA, a manifestação também contou com a participação da UNE, UEB, DCE/UNEB, políticos como a deputada estadual Olívia Santana (PCdoB), o vereador de Salvador, Augusto Vasconcelos (PCdoB) e Kleber Rosa, pré-candidato a governador da Bahia pelo PSOL.

Os cortes de verbas para as IFES e para a Ciência e Tecnologia acumulam, desde 2015, uma perda de R$ 83,8 bilhões. O atual bloqueio, que pode virar corte, representa mais de R$ 26 milhões só na UFBA, recurso que seria investido em despesas básicas, como água e luz, e assistência estudantil. Quem mais sente os impactos dessa política regressiva para a Educação pública são as/os estudantes, mas toda a Universidade sofre com a ameaça às condições de realização das atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Aliado ao desinvestimento nas IFES, foram destacadas outras medidas que ameaçam o desenvolvimento e a democratização das universidades públicas, tais como a PEC 206/2019, a qual permite a cobrança de mensalidades nas universidades públicas, e a revisão da Lei de Cotas, com ênfase na tentativa de retirar o critério étnico-racial.

Ainda, o ato demarcou que, dentre as estratégias de luta contra a perda de direitos, está a disputa eleitoral para tirar Bolsonaro e seus aliados no Congresso.

 

Fonte: APUB-Sindicato

Tags:

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu