Notice: A função add_theme_support( 'html5' ) foi chamada incorretamente. Você precisa passar um array de tipos. Leia como Depurar o WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 3.6.1.) in /home/defaultwebsite/public/wp-includes/functions.php on line 5831 APUB lança campanha contra a desinformação sobre as universidades públicas – PROIFES
Notícias PROIFES

APUB lança campanha contra a desinformação sobre as universidades públicas

Além dos inúmeros cortes orçamentários que as universidades públicas enfrentam nos últimos anos, ainda sofrem ataques de todos os tipos, com o objetivo de desqualificar o trabalho de docentes, cientistas e pesquisadores.

Isso tem sido feito por políticos apoiadores e integrantes do próprio Governo Federal que, em vez de ampliar os investimentos em educação e na produção científica, tem conduzido uma guerra baseada na desinformação e no uso de fake news para tentar colocar a sociedade contra a universidade pública. Com isso, parte considerável da população passou a enxergar de forma distorcida o nosso papel.

Contra a desinformação, a informação. Por isso, a APUB lançou uma campanha para derrubar os “mitos” e mentiras sobre a universidade pública no Brasil, mostrar a realidade das instituições e como toda a sociedade é prejudicada quando a comunidade acadêmica é atacada.

É isso mesmo! Nossa campanha terá como objetivo principal mostrar a importância das universidades e desmentir as fake news criadas por quem deseja acabar com o pensamento crítico e com a produção do conhecimento no nosso país.

Quanto mais abrirmos as portas da universidade, mais adesão teremos da sociedade. E esta ação é urgente neste momento, pois estamos na mira do rancor governista, que é motivado por um misto de interesses políticos, ideológicos e econômicos. Por trás das mentiras contadas por governistas, está também o interesse privado. Na lógica do ministro da Economia, Paulo Guedes, é preciso desqualificar a universidade apresentando-a como um lugar improdutivo e desnecessário de desperdício de recursos para justificar a privatização das universidades públicas.

 

Saiba como participar da campanha

– Publicaremos semanalmente conteúdos sobre as universidades públicas e você pode nos ajudar compartilhando esses materiais em seus grupos, redes sociais, etc.

– Utilize seu WhatsApp para fazer este conteúdo “furar bolhas” e chegar cada vez mais longe. Compartilhe a campanha com amigos, familiares e grupos onde você está inserido.

– Seja mais um defensor da universidade pública, gratuita e de qualidade.

Acesse as redes sociais e compartilhe

https://www.facebook.com/apubsindicato
https://www.instagram.com/apubsindicato/

Divulgação

De forma geral, a população conhece pouco sobre o que é produzido pelas universidades públicas. Por isso, precisamos mostrar o quanto nossas pesquisas e projetos têm impacto real na sociedade. Você pode contribuir com isso, enviando ações, projetos e resultados de pesquisas para nosso WhatsApp (71) 99157-0037, para que possamos divulgá-los.

Cientistas sob ataque

Ao mesmo tempo em que a ciência foi o caminho da esperança contra um vírus que parou o mundo, o que se viu, infelizmente, foram ataques sistemáticos a cientistas e pesquisadores que estavam dia e noite correndo atrás da cura, da vacina e de tantas outras formas para salvar a vida da população.

E o que mais preocupa é que as plataformas de redes sociais, onde geralmente esses ataques acontecem (pois há muita covardia dos que praticam a desinformação e assim se escondem atrás das telas) não estão fazendo o suficiente para combater o abuso online e a desinformação direcionada contra cientistas, sugere um estudo do grupo internacional Avaaz.

Entre janeiro e junho de 2021, o estudo identificou 85 postagens que tiveram grande alcance nas plataformas, mas que continham desinformação direcionada aos cientistas e suas instituições, e que foram desmascaradas por várias organizações de verificação de fatos.

No final de julho do mesmo ano, quando o estudo foi concluído, 49% das postagens ainda estavam ativas e não haviam sido removidas ou marcadas com um aviso sobre as descobertas dos verificadores de fatos. Só aquelas postagens acumularam coletivamente quase 1,9 milhão de interações. Agora, multiplique isso por centenas de milhares de postagens com o mesmo teor. Esse é um dos elementos centrais na dificuldade de conscientização sobre a importância das vacinas, por exemplo.

Portanto, precisamos fazer a nossa parte e levar o conhecimento ao maior número possível de pessoas.

Fonte: APUB

Tags:

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu