Pesquisa, Universidade e Luta Sindical em tempos de negacionismo são os temas da primeira Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia do PROIFES-Federação, que acontece em 8 e 9 de julho, de maneira remota, e com transmissão na página de Facebook e no canal do Youtube do PROIFES.

“Ciência é soberania. Vivemos um momento de redefinição do Estado, e é o momento de cientistas, pesquisadores, bolsistas e entidades de financiamento da pesquisa se unirem para reverter este quadro de corrosão do ensino da pesquisa e da extensão nas universidades públicas brasileiras. Esta Conferência é um momento privilegiado para esse debate”, afirmou o presidente do PROIFES-Federação, Nilton Brandão.

Serão duas mesas de debates por dia, com abertura às 8h30 da próxima quinta-feira, 8 de julho, seguida pela primeira mesa, às 10h, com o tema “Do Laboratório à Luta Política: A construção de Uma Frente de Defesa da Ciência Nacional”, com palestra de Claudia Linhares, secretária-geral da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e os debatedores Nilton Brandão, presidente do PROIFES-Federação, Carlos Alberto Marques, da APUFSC-Sindical, Roberto Silva, diretor do SINDPROIFES,  e mediação de Daniel Christino, do ADUFG-Sindicato.

Às 14h começa a mesa Pesquisa e Universidade no cenário de pandemia e outras crises globais: o problema da fuga de cérebros no Brasil, com palestra do presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES), Edward Madureira Brasil, e os debatedores Gil Vicente Reis, diretor de relações internacionais do PROIFES-Federação, Bárbara Coelho, da APUB-Sindicato, e Sérgio Bampi, do ADUFRGS-Sindical, com mediação de Ênio Pontes, diretor de ciência e tecnologia do PROIFES-Federação.

 

No dia 9 de julho, sexta-feira, começa às 10h a mesa Desafios para o financiamento da pesquisa no país: FNDCT e a Questão Orçamentária, com palestra de Celso Pansera, secretário executivo do ICTP.br, e debate com Ênio Pontes, diretor de Ciência e Tecnologia do PROIFES-Federação, e Dárlio Teixeira, do ADURN-Sindicato e mediação de Bárbara Coelho, do APUB-Sindicato. Encerrando a Conferência, às 14h, a mesa Ciência, Humanismo e Saúde Pública no contexto da pandemia – impactos e desafios sociais da crise, com palestra de Gulnar Azevedo e Silva, presidenta da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), e debate de Rosângela Gonçalves, presidenta do SINDIEDUTEC-Sindicato, Oswaldo Negrão, presidente do ADURN-Sindicato, Daniel Christino, do ADUFG-Sindicato e mediação de Darci Campani, do ADUFRGS-Sindical.

 

“A Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia do PROIFES reunirá instituições de grande representatividade do setor científico nacional, para proporcionar um panorama completo e atualizado sobre as políticas de ciência e tecnologia no Brasil e os seus impactos nas Instituições Federais de Ensino Superior, marcando posição em defesa dos cientistas e pesquisadores brasileiros contra o negacionismo que tem fomentado a tragédia humanitária que estamos vivenciando”, acrescentou o diretor de Ciência e Tecnologia do PROIFES, Ênio Pontes.

Confira abaixo a programação completa:

 

Veja mais notícias sobre a Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia do PROIFES em nosso site e redes:

Twitter: twitter.com/proifesfederal
Facebook: facebook.com/proifesfederal
YouTube: youtube.com/proifesfederacao
Instagram: instagram.com/proifesfederacao

[/vc_column_text]
Tags:
[/vc_column][/vc_row]

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu