Notícias PROIFES

ADUFRGS – Em encontro, professores aposentados conhecem a nova sede

Fonte ADUFRGS-Sindical

Professores aposentados da ADUFRGS-Sindical abriram a agenda de atividades na nova sede do Sindicato na última quarta-feira, 16 de março. O Encontro de Aposentados reuniu cerca de 70 pessoas no auditório, que ao longo do dia debateram carreira, negociação e ações judiciais.

A presidente da ADUFRGS-Sindical, Maria Luiza Ambros Von Holleben, abriu o evento explicando que ainda precisa ser avaliado o Plano de Prevenção Contra Incêndios (PPCI) pelo Corpo de Bombeiros para que as atividades sejam definitivamente transferidas para a nova sede. Após historiar todas as fases envolvidas na execução deste empreendimento, deu detalhes da obra, como custos e fontes de financiamento.

Logo em seguida passou a palavra ao assessor jurídico, Francis Bordas, que falou sobre os desafios enfrentados na defesa dos direitos dos professores aposentados. Entre os temas mais demandados em juízo, ele citou as licenças-prêmio; a GED na aposentadoria; o recálculo do artigo 192 para titulares; o reposicionamento de professores associados e o RSC (Reconhecimento de Saberes e Competências) para os aposentados do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT).

O advogado abordou ainda um tema que tem causado grande inquietação entre boa parcela de professores aposentados e alguns ainda da ativa: a suspensão da URP 89.  Segundo ele, a Justiça decidiu que os professores não terão que devolver o que foi pago de 2009 a 2014, mas a rubrica não voltará ao contracheque. Bordas disse que a assessoria jurídica vai continuar batalhando pelo restabelecimento da rubrica, mas considerou uma grande vitória dos docentes a não devolução dos valores pagos.

No final da manhã, os professores visitaram as dependências da nova sede, percorrendo andar por andar e confraternizaram em um almoço no salão de festas, localizado na cobertura da sede.

A tarde foi marcada por um diálogo aberto entre a Diretoria do Sindicato, o presidente do Proifes-Federação, Eduardo Rolim de Oliveira e os professores. Rolim falou sobre as negociações com o governo, sobre as novas regras da previdência para os ingressantes no serviço público e alertou para o problema que surgirá no futuro, quando os servidores pertencentes às gerações mais antigas forem minoria. Isto porque os novos professores, ao se aposentarem, não terão mais direito aos reajustes negociados pelo Sindicato, pois estes atingirão somente os ativos. Para evitar que o Sindicato, no futuro, perca a sua força de mobilização na defesa dos atuais professores aposentados, alertou o presidente do Proifes, é necessário muita mobilização e diálogo deste grupo de aposentados em defesa de seus interesses.

Acesse aqui as fotos do Encontro.

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu