Notícias PROIFES

Adufg-Sindicato lamenta morte de Maguito Vilela e pede mais responsabilidade aos governantes no combate à Covid-19

A diretoria do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato) lamentou, em nota de pesar, a morte do prefeito de Goiânia, Maguito Vilela. No texto, assinado pelo presidente Flávio Alves da Silva, a entidade destacou o perfil democrata e respeitoso do político. Também pediu que os governantes tratem a pandemia do coronavírus (Covid-19) com responsabilidade. “Mais do que nunca, é preciso responsabilidade”, diz o texto.

Confira, abaixo, a íntegra da nota:

NOTA DE PESAR
É com profundo pesar que a diretoria do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato) recebe a notícia do falecimento do prefeito de Goiânia, Maguito Vilela, nesta quarta-feira (13/01). Aos 71 anos, Maguito lutava contra complicações provocadas pelo coronavírus (Covid-19).

Maguito foi governador, vice-governador, senador, deputado estadual e federal, além de vereador. Também foi prefeito de Aparecida de Goiânia por duas vezes. Maguito era conhecido por seu perfil democrata e por saber acolher e respeitar as diferenças.

A diretoria do Adufg-Sindicato lamenta a perda e manifesta suas condolências aos familiares e amigos do prefeito. Que sua família seja confortada neste dia de profunda tristeza para toda a população goiana.

Maguito é mais uma vítima da doença que já matou mais de 200 mil brasileiros. A pandemia não acabou e as medidas de prevenção são cada vez mais necessárias, uma vez que o número de casos tem apresentado crescimento.

O Adufg-Sindicato também espera que os governantes do País não tratem a doença com descaso e negacionismo. Mais do que nunca, é preciso responsabilidade. A vacinação de toda a população mostra-se cada vez mais necessária.

Flávio Alves da Silva
Presidente do Adufg-Sindicato

Fonte: Ascom ADUFG-Sindicato

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu