AGÊNCIA PROIFES

ADUFG-Sindicato comemora a criação das universidades federais de Jataí e Catalão

Notícias PROIFES

ADUFG-Sindicato comemora a criação das universidades federais de Jataí e Catalão

O ADUFG-Sindicato comemorou a assinatura pelo presidente Michel Temer, nesta terça-feira, 20, do decreto que  sanciona a criação das Universidades Federais de Jataí e Catalão. Com a assinatura, as instituições de ensino estão oficialmente criadas, e serão desmembradas da Universidade Federal de Goiás (UFG), a partir de suas regionais.

O ADUFG – Sindicato parabeniza toda a comunidade acadêmica pela conquista e destaca a expansão das universidades no estado como forma de fortalecer a educação pública e dar mais acesso ao ensino superior nas cidades e nas regiões. “Estamos muito felizes com a criação definitiva das duas universidades, o sindicato considera extremamente importante a criação destas duas novas universidades e acreditamos que o desenvolvimento delas será exponencial, pois agora terão autonomia sobre a gestão administrativa, acadêmica e financeira”, destaca o presidente do sindicato, professor Flávio Silva.

O professor Luis Contim, diretor para Assuntos Interinstitucionais do sindicato, destaca que “com a criação da UFJ e a UFCat, as antigas regionais da UFG deixam de ser o “quintal de Goiânia” e passam a ser IFEs autônomas com gestão local e definindo os rumos do próprio crescimento. Ganha a comunidade universitária destas universidades, as regiões em que estão inseridas e ganha a educação. Parabéns a todos nós pela grande conquista e que venham os desafios pois não nos falta determinação para supera-los! Momento histórico, UFJ e UFCat, sonhos muito antigos que se tornaram  realidade”.

Com a criação da UFJ e UFCat, o sindicato estará muito mais presente no estado, com perspectiva de construção de sede própria nas duas cidades. A previsão da diretoria é que o estatuto do sindicato também seja alterado para inserir mais os docentes das novas universidades e suas representações.

O DCE da UFG se manifestou via nota declarando que este é “um importante passo na democratização do acesso ao ensino superior no Estado de Goiás”, relembrando o processo de 30 anos de estudantes e docentes em favor da emancipação das regionais nas duas cidades. Agora, as duas universidades devem passar por um processo de transição e tutoria até se adequarem aos novos moldes administrativos.

Fonte: Assessoria de Comunicação ADUFG-Sindicato

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Notícias Relacionadas

Agência Proifes

Menu