PROIFES | Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Comunicação

Notícias Proifes

Na ADUFRGS, ex-reitor diz que universidade brasileira reflete segregação social

Publicado em : 07/06/2018

“É muito pequena a chance de ter uma universidade no Brasil capaz de produzir um conjunto de mudanças profundas na sociedade”, afirmou o ex-reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Federal do Sul da Bahia (UFSB), Naomar de Almeida Filho. Palestrante do ciclo de debates “A Universidade do Futuro” da última terça-feira, 5, no auditório da ADUFRGS-Sindical, ele lembrou que existem mais de 2,4 mil instituições de ensino superior no País. Destas, 197 têm o nome de Universidade, no entanto, “apenas 30 são, de fato, universidades”, ou seja, capazes de transformar a realidade. Para uma plateia qualificada e participante, o ex-reitor falou sobre os desafios e perspectivas da universidade brasileira.

Segundo ele, as universidades brasileiras têm cumprido mais a funções de educação superior do que funções de universidade. As razões elencadas são, por exemplo, o investimento na universidade, que teria como missão promover culturas acadêmicas, formação de intelectuais, criação e produção de conhecimento, crítica cultural e transformação social, e também porque elas não são essenciais para o sistema produtivo. Naomar ressaltou que a universidade brasileira é muito orgânica à estrutura da sociedade brasileira. “A sociedade brasileira é profundamente desigual. Ela é promotora, o tempo inteiro, de segregações. E a nossa instituição contribui para isso”, afirmou. Como exemplo, o ex-reitor destacou que as instituições não se responsabilizam com quem não consegue acesso por meio de vestibular ou Enem, criando, assim, uma barreira. Ele também ressaltou o fato de que profissionais formados na universidade pública para atuarem na educação básica acabam migrando para o setor privado. Hoje, segundo o professor, a chance de um licenciado em Física, formado na UFRGS, ir para a escola pública é mínima.

A íntegra da apresentação do ciclo de debates “A Universidade do Futuro” você pode assistir aqui.

Aqui você confere os slides da apresentação do professor Naomar de Almeida Filho

Fonte: Ascom ADUFRGS-Sindical



IFBA e IF Baiano têm campi ameaçados pelo MEC

IFBA e IF Baiano têm campi ameaçados pelo MEC

 19/06/2018

As comunidades do Instituto Federal da Bahia e Instituto Federal Baiano da cidade de Valença foram surpreendidas com o anúncio de que o Ministério da Educação, através de sua Secretaria Secretaria de Educação Profissional e [...]









Com a palavra, o PROIFES-Federação na CRES 2018

Com a palavra, o PROIFES-Federação na CRES 2018

 15/06/2018

A delegação do PROIFES-Federação participou dos sete eixos de debate da Conferência Regional de Educação Superior (CRES 2018), que aconteceu em Córdoba, Argentina, de 11 a 15 de junho. Durante os dias 12 e 13 de junho, os 25 [...]







GO!Sites