PROIFES | Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Comunicação

Notícias Proifes

CRES 2018 debate educação superior na América Latina e Caribe para os próximos dez anos

Publicado em : 05/06/2018

A cidade de Córdoba na Argentina recebe de 11 a 15 de junho a III Conferência Regional da Educação Superior (CRES 2018), que neste ano celebra o centenário da Reforma Universitária da Argentina.

A conferência vai debater o atual cenário da educação superior na América Latina e Caribe e as estratégias para a próxima década com vistas aos objetivos do desenvolvimento sustentável e definições da agenda Educação 2030 da Unesco. O PROIFES-Federação participará com uma delegação de 25 professores de seus sindicatos federados, com representantes em todos os eixos da CRES, com foco no debate sobre a mercantilização da educação.

“Queremos garantir que a Educação continue sendo vista como um direito universal, gratuito e de responsabilidade dos Estados, por isso vamos à CRES para definir uma estratégia conjunta com outros sindicatos América Latina, reforçando o protagonismo PROIFES como interlocutor internacional junto as demais entidades da região”afirmou Nilton Brandão (Sindiedutec-PR), presidente do PROIFES-Federação.

“O processo educacional no Brasil vai de encontro ao movimento atual do neoliberalismo, que prima pela privatização de direitos e serviços sociais, com situações semelhantes em diferentes países da América Latina e Caribe. Neste sentido, é importante a disponibilidade dos professores e professoras dos sindicatos federados ao PROIFES em participar para além de suas pautas locais, e interagir com os demais professores e professoras da região, no fortalecimento de uma luta comum”, destacou Brandão.

Educação como bem social

A CRES vai reunir reitores, docentes, trabalhadores, alunos, sindicatos, centros de pesquisa, representantes de governos e de organizações não-governamentais para discutir critérios, formular propostas e linhas de ação que consolidem a educação superior como um bem social, direito humano e universal com responsabilidades dos Estados.

A participação dos sindicatos na CRES representa a voz mais organizada na resistência contra a privatização e a retirada da educação como direito universal, afirma Eduardo Rolim (ADUFRGS-Sindical), diretor de relações internacionais do PROIFES. “A manutenção da educação como direito só vai se dar se esses setores, organizadamente, conseguirem resistir contra o lobby da mercantilização que quer transformar a educação em commodity”, disse Rolim, acrescentando que o PROIFES “é a única entidade no Brasil que participa da Internacional da Educação e, portanto, tem feito o relacionamento com as entidades da educação em outros países na América Latina, com um papel fundamental de fazer a resistência nessa conferência que define os rumos do setor para a próxima década”.

As conclusões derivadas da CRES integrarão a declaração e plano de ação que serão levados pelos países da América Latina e Caribe para a Conferência Mundial de Educação Superior, em 2019, na sede da Unesco em Paris, França.

Cem anos da Reforma Universitária de Córdoba

A CRES 2018 vai celebrar o marco do primeiro centenário da Reforma Universitária de 1918 ocorrida em Córdoba. Os participantes da conferência poderão vivenciar os festejos programados para 15 junho na cidade, como homenagem à luta daqueles jovens que ajudaram a transformar a educação superior no continente sul-americano.

Histórico

A primeira CRES se realizou em Havana, Cuba, em 1996, e a segunda, em Cartagena de Índias, Colômbia, em 2008. Esta é a terceira edição da Conferência, que é organizada pelo Instituto Internacional da Unesco para a Educação Superior da América Latina e o Caribe (IESALC), pela Universidade de Córdoba, pelo Conselho Interuniversitário Nacional (CIN) e pela Secretaria de Políticas Universitárias (SPU) do Ministério da Educação Argentina.

















GO!Sites