PROIFES | Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Comunicação

Notícias Proifes

Assembleia da ADUFG aprova encaminhamentos para intensificar mobilização dos docentes

Publicado em : 13/11/2017

Docentes filiados ao Adufg Sindicato aprovaram hoje (10), em assembleia realizada na EVZ, encaminhamentos para intensificar a mobilização contra as medidas do governo que atacam os direitos dos servidores públicos federais. Os professores presentes (43) colocaram em votação indicativo de greve para a próxima assembleia, mas a proposta foi recusada por diferença de um voto.

A assembleia de hoje fez parte da agenda do Dia Nacional de Mobilização em Defesa do Direitos, que acontece em todo o país, a partir da organização de servidores federais de diversas categorias. Um dos motivos recentes das mobilizações é a MP 805/2017, que adia de 2018 para 2019 o reajuste salarial dos servidores públicos e aumenta a contribuição previdenciária da categoria.

“O governo pegou os servidores públicos para Cristo. Se querem arrecadar, que taxem as grandes fortunas desse pais. Existem outras formas de arrecadar. O que estão fazendo é uma perseguição aos servidores públicos com ações, inclusive, inconstitucionais,” disse o presidente do Adufg Sindicato, Flávio Alves da Silva.

A número reduzido de professores na assembleia motivou alguns encaminhamentos aprovados e não impediu que uma proposta de indicativo de greve fosse lançada. Por 13 votos a 12 e uma abstenção, a proposta foi recusada pelos docentes.

Os encaminhamentos aprovados na assembleia foram:

- Intensificar comunicação nas mídias sociais e comunicação via e-mail para chegar aos parlamentares;

- Panfletagem no centro da cidade com carro de som;

- Solicitar audiência com governador Marconi Perillo;

- Solicitar reuniões com professores através dos membros do Conselho de Representantes dentro das unidades;

- Participar do calendário de mobilizações e dos atos das centrais sindicais e frentes de luta;

- Incluir palestra do reitor da UFRJ, Roberto Leher, hoje (10/11) às 19h, na Faculdade de Educação da UFG, como parte do Dia Nacional de Mobilização em Defesa do Direitos;

- Realizar atos de vigília cívica;

- Criar comissão de mobilização permanente para ir a Brasília conversar diretamente com parlamentares;

- Realizar nova assembleia no dia 23 de novembro.

Fonte: ADUFG-Sindicato

Fotos: ADUFG-Sindicato

















GO!Sites