PROIFES | Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Comunicação

Notícias Proifes

APUB participa da Greve Nacional em defesa da Educação e da Aposentadoria l 13 de agosto

Publicado em : 14/08/2019

Nos últimos meses, uma série de atos e paralisações vem demonstrando a insatisfação e o repúdio da sociedade brasileira às medidas do governo Bolsonaro, que tem a educação como principal alvo. E hoje, 13 de agosto, dia de Greve Nacional em defesa da Educação pública e da aposentadoria, milhares de pessoas foram às ruas, da Praça do Campo Grande até a Praça Castro Alves, para novamente denunciar os cortes e exigir investimento na educação, principalmente nas Universidades e Institutos Federais, e também apontar os danos da Reforma da Previdência, que infelizmente já foi aprovada na Câmara como PEC 06/2019, mas passará por votação no Senado.

“Estamos aqui mais uma vez por uma pauta que é certamente a mais estratégica para uma nação, que é a educação. A universidade pública está sofrendo ataques criminosos à sua imagem, ao seu projeto, àquilo que ela tem feito ao longo do tempo. As nossas universidades públicas são respeitadas no mundo inteiro e são as melhores do nosso país e precisam ser mantidas. Estamos na rua exigindo a recomposição do orçamento da educação pública. O governo Bolsonaro tem tirado recurso da educação para pagar emendas aos parlamentares para aprovar a Reforma da Previdência que arranca de nós nosso futuro e a possibilidade de termos uma velhice digna. Este é um governo que nos envergonha, que tem desprezo pela ciência, pelo desenvolvimento, pela liberdade, pela igualdade e pelos pobres”, afirmou a presidenta da APUB, Raquel Nery durante o ato.

Na manhã de hoje, a Apub se uniu à Assufba e Dce/UFBA em concentração na Reitoria, às 8h. Em seguida, a comunidade UFBA se uniu aos demais manifestantes e entidades de outras categorias na Praça. Confira as imagens do ato.

Fonte: Ascom APUB-Sindicato














Sem dinheiro, CNPq deve suspender pagamento de bolsas

Sem dinheiro, CNPq deve suspender pagamento de bolsas

 16/08/2019

84 mil pesquisadores terão seus recursos cortados a partir de setembro se não houver uma ampliação imediata do orçamento do órgão. Conselho precisa de mais R$ 330 milhões para fechar as contas do ano. Mais de 80 mil pesquisadores em [...]




GO!Sites