PROIFES | Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Comunicação

Notícias Proifes

ADUFC-Sindicato lança o observatório de cátedra para garantir os direitos dos docentes das Universidades Federais

Publicado em : 05/12/2018

Garantir o direito à autonomia e à liberdade de cátedra previstas no artigo 207 da Constituição Federal a todos os docentes das universidades federais no Ceará. Esse é o objetivo do “Observatório de Cátedra”, projeto de iniciativa da Adufc-Sindicato, em parceria com o Departamento de Sociologia da UFC, que será lançado nesta segunda-feira (10), às 19h, na sede do Sindicato (Avenida da Universidade, 2346 – Benfica).  

O Observatório de Cátedra vai monitorar e receber por e-mail e por meio de linha telefônica, denúncias ou ameaças de possíveis abusos e violência contra os professores que estiverem no pleno exercício docente, quer seja em sala de aula ou em outras atividades curriculares nos Campi das universidades federais no Ceará. 

O presidente da ADUFC-Sindicato, professor Enio Pontes, explica que a entidade preparou uma estrutura composta por advogados e psicólogos para prestarem atendimento jurídico e psicológico a todo e qualquer docente que se sentir ameaçado ou constrangido a desempenhar a sua atividade acadêmica. 

“A nossa intenção é dar tranquilidade ao professor para que ele desenvolva as suas atividades de magistério sem sofrer qualquer coação ou violência. Nós vamos ficar atentos e dar todo o suporte aos docentes e não vamos permitir qualquer ato que impeça os professores de trabalharem dentro do seu direito”, afirmou. 

O “Observatório de Cátedra” vai funcionar no departamento jurídico da ADUFC-Sindicato e todas as denúncias de abusos contra os docentes poderão ser encaminhadas pessoalmente, na sede do Sindicato, por meio do endereço eletrônico observatorio@adufc.org.br ou pelo telefone (85) 3066.1818. A ADUFC-Sindicato garante o completo sigilo das informações e o anonimato do denunciante. 

Fonte: Ascom ADUFC-Sindicato

















GO!Sites